Notícias

Hering ironiza cerveja artesanal e sofre boicote na internet

Consumidores criaram a hashtag #quesedaneahering para criticar empresa de roupa, que tirou produto da loja online.

O que era para ser uma “brincadeira” se transformou em uma publicidade negativa para Hering. A empresa com sede em Blumenau, em Santa Catarina, lançou uma camiseta com a frase “Que se dane a cerveja artesanal”, que tinha o valor de R$ 49,90 no site oficial da marca, e gerou uma grande polêmica nas redes sociais. Muitos consumidores da bebida criaram a hashtag #quesedaneahering para iniciar um boicote à marca de roupas.

Os apreciadores das cervejas artesanais, inclusive, fizeram memes e criticaram o timing da estampa, visto que a peça foi lançada em meio ao grave problema da cerveja Backer, de Belo Horizonte (MG). Alguns lotes da bebida estavam contaminados, o que resultou na morte de três e 26 pessoas intoxicadas pela substância dietilenoglicol. Os sintomas são problemas neurológicos, paralisia facial, borramento visual, amaurose, alterações de sensório, paralisia descendente e crise convulsiva.

O produto não está mais à venda no site. Procurada pelo GLOBO, a Hering disse que “lamenta a distribuição do produto em questão e se comprometeu a revisar todos os seus processos”. A marca ainda afirmou que “reforça que tem como premissa o respeito a todos os seus consumidores”.

A Hering lamenta a distribuição do produto em questão e se compromete a revisar todos os seus processos. Como primeira medida, retirou todas as camisetas de circulação.

A marca agradece a atenção do público e reforça que tem como premissa o respeito a todos os seus consumidores“.

Em exame.abril.com.br